Buscar
  • luiz2c

NOVAS DIRETRIZES PARA A ELABORAÇÃO DO PPP.


A nova Instrução Normativa do INSS (IN 128) entrou em vigor no dia 28 de março de 2022, trazendo uma atualização dos procedimentos adotados pelo INSS na análise de benefícios.

O que é o PPP?

O PPP é um documento de registro histórico laboral, de forma que nele constam dados sobre a empresa e o trabalhador, descrição das atividades laborais, registros ambientais, resultados de monitoração biológica, etc.

Dessa forma, é possível afirmar que o PPP é um resumo da vida profissional de um trabalhador em determinada empresa.

O que mudou no PPP com a IN 128/2022?

A nova Instrução Normativa do INSS trouxe pequenos ajustes no PPP.

As mudanças visam a adequação do documento a nova modalidade eletrônica, que será obrigatória a partir de 2023.

Em resumo, a principal mudança no PPP é que agora deve constar nome e CPF do responsável pela assinatura do documento. Lembrando que antes era exigido apenas o NIT.

Dessa forma, vamos conferir a redação do § 2º do artigo 281 da IN 128:

Art. 281. O PPP constitui-se em um documento histórico laboral do trabalhador, segundo modelo instituído pelo INSS, conforme formulário do Anexo XVII, que deve conter as seguintes informações básicas: […] § 2º Deverá constar no PPP o nome e o CPF do responsável pela assinatura do documento.

A mudança parece simples, porém, a emissão do documento apenas com o NIT do responsável acarretará o indeferimento do pedido de reconhecimento de atividade especial pelo INSS.

Assim, cabe atenção à alteração e, caso a empresa emita o PPP em desacordo com a nova IN, deve ser solicitada a retificação do documento.

4 visualizações0 comentário